Pé Plano – o que é preciso saber

O pé plano é caracterizado por uma diminuição do arco interno do pé e desvio interno dos calcanhares, sendo bastante comum em crianças. Pode observar-se quando existe uma área grande de apoio estando praticamente toda planta do pé em contacto com o solo. Esse tipo de pé, normalmente, está relacionado com a pronação durante o caminhar, com isso as pressões estão mais localizadas nas zonas interiores dos pés.

Pés Planos: crianças

Os pés planos são muito comuns em crianças, pois o pé ainda está em formação. Este tende a ficar normal a partir da primeira década de vida, sendo que, por volta dos nove meses de idade, quando a criança inicia os seus primeiros passos. O pé apresenta-se com uma imagem de pé plano mas em consequência da quantidade de tecido adiposo (tecido de gordura) na planta do pé, considerando-se normal.

Já a partir dos dois anos de idade, se a criança apresenta características de um pé plano é fundamental o exame e avaliação biomecânica do pé para realizar um diagnóstico correto. Junte-se a isto a necessidade de perceber se é necessário aplicar qualquer tipo de tratamento. Normalmente, os sintomas classificam-se como dor no arco interno do pé, dor no calcanhar e tornozelo que é intensificada quando a mesma corre ou anda.

Pés Planos: já em adultos

No que toca ao pé plano num adulto, este pode ser descrito como uma diminuição do arco interno do pé em resultado de um mau funcionamento ou debilidade do tendão do músculo tibial posterior. Sendo que o tendão do músculo tibial posterior é responsável pelo suporte do arco interno do pé. Assim como, por proporcionar a estabilidade do pé ao caminhar ou ao longo da atividade desportiva. Doenças como a diabetes, o excesso de peso e hipertensão contribuem ativamente para esta situação.

A sua correção:

Para uma correção eficaz, recomenda-se uma avaliação biomecânica e postural. Esta engloba uma avaliação articular, avaliação muscular, observação estática e dinâmica do caminhar, medição de ângulos e exame de podometria computorizado em estática e dinâmica. Com esta avaliação existe a possibilidade de uma adaptar palmilhas específicas para corrigir a diminuição do arco interno e a posição do calcanhar.

anatavaresPé Plano – o que é preciso saber

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *